Follow by Email

9 de novembro de 2009

Não seja enfeite de prateleira

O amor mais importante na vida é o amor próprio. Você gosta de você? É incondicional? As suas decisões são todas em favor da sua felicidade? A maioria das pessoas diria “não” para estas perguntas. Nós temos que ser independentes de sentimentos, de situações e, em especial, de pessoas que não agregam nada, absolutamente nada, em nossas vidas. A minha filosofia de vida é simples: meu objetivo é deixar a minha marca neste mundo, nem que seja para receber críticas.

Eu, você e qualquer pessoa que povoa este planeta podemos fazer das nossas virtudes recompensas para outras pessoas, mas, é claro, se nos valorizarmos como devemos, uma vez que não somos mágicos, caro leitor – isto é – não podemos entregar nada a outras pessoas se não a temos. O amor gera o amor, como a gentileza gera a gentileza, o respeito gera o respeito, a lealdade gera mais lealdade, e assim por diante. E, naturalmente, uma pessoa sem felicidade gera um companheiro sem felicidade.

A solução para os nossos problemas, muitas vezes, está muito mais perto do que se imagina: dentro de nós mesmos. E, nas outras ocasiões, não está tão distante como parece. Um pouco de independência, de controle emocional, de segurança e de atitudes ajudam a superar qualquer problema pessoal ou momento ruim, inclusive amoroso. Eu sou dono da minha vida e do meu destino e, por isso, nada, e nem ninguém, vai dinamitar minha alta estima. A minha vida é um balão em ascensão e sem limites!(CE)


**


Não seja enfeite de prateleira, nem um mero grão de milho ou sequer um número apenas na longa lista de seu suposto namorado. Em outras palavras, acorda mulher e se valoriza.

Se ele não tem tempo para você, não estimula a relação com carinho e sinceridade, sai com você como se fosse uma obrigação e por mais que você tente parece que sempre está aquém das expectativas dele, sinceramente você merece estar numa relação assim pela falta de valorização a si mesma.

Que você acha? Que ele é o último biscoito do pacote e por isso você não pode largá-lo? Faz-me rir. Homens há aos montes e embora o príncipe como sempre falo não exista, é fato que haverá alguém melhor do que esta criatura que lhe deixa cada vez mais solitária, mesmo estando acompanhada. Por mais que a sociedade nos imponha um amor, é melhor ficar sozinha do que acompanhada apenas da ingratidão.(MP)

Nenhum comentário: