Follow by Email

27 de junho de 2010

Onde está o sentimento?

Há uns cinco anos esse texto seria diferente. Falaria sobre como os homens não pensam com o mesmo cérebro que nós mulheres ou de como eles são rudes, grosseiros e muitas vezes autistas em um mundo que impera o machismo e a tradição masculina. Mas como disse, esse é um texto do passado. O que me fez mudar foi experiência ou ilusão? Quem sabe ambos ou apenas o aprendizado e amadurecimento. E querem saber? Como é bom mudar de ideia!

Tudo bem faço as vezes daquelas que ainda se horrorizam com alguns atos masculinos ou que se sentem coagidas diante de alguns ruminantes que andam por aí, mas devo ser imparcial, é fato. Em cinco anos não somente mudou muito em minha vida, ou no meu mundo, mas o próprio cenário de relacionamentos tem sofrido alterações.

Homens são hoje reais companheiros, longe daqueles seres incompreensíveis que víamos. São mais emoção aliada à razão e sofrem diante de corações quebrados ou canções de lembranças vivenciadas. Estão longe da perfeição, devo afirmar (sou realista, mas não Pollyana que vê o mundo em cor de rosa), mas distanciaram-se dos umbiguistas que vagam em nossas vidas.


Lágrimas, sonhos, amores, romance não são mais exclusividade feminina. Eles sofrem, mulheres, é verdade! Choram, refletem, melhoram a anseiam muito um amor verdadeiro. Se você duvida, proponho tentar mais uma vez ao invés de generalizá-los. Vá para a próxima tentativa com o coração aberto. Pode não vir um príncipe encantado, mas pelo menos um vampiro de volvo prata e um peito aberto você poderá encontrar. (MP)



**


Mulheres, vocês nos entendem na essência? O homem precisa ser compreendido e desvendado como um quebra-cabeça, mas, pelo visto, vocês (mulheres) não gostam muito desse tipo de “joguinho”. Nós homens e vocês mulheres não somos, total e inteiramente, iguais, pelo contrário, temos nossas divergências, porém nos completamos tal qual chave e fechadura. E devemos, com isso, procurar aquele que nos completa e deixa nossa vivência mais colorida e mais leve.


Elas falam mais, é verdade, e também é verdade que nós resistimos mais a declarar nossos sentimentos, mas somos seres de carne, osso e coração, por isso, também choramos, temos vergonha, padecemos com agressões, injustiças, críticas gratuitas e relacionamentos mal resolvidos, apesar de investirmos menos no lado emocional do relacionamento do que as mulheres. O homem é mais ouvido e visão – e, claro, fechado para o mundo externo, pois, embora tenhamos sentimentos, não os expressamos com a mobilidade e a intimidade feminina – é uma questão de ponto de vista, estou certo?

A testosterona nos deixou, logicamente, mais racional, no entanto muitos homens ainda cultivam a sensibilidade e amorosidade típicas do universo feminino – vai muito da criação da personalidade, dos valores morais e do caráter da pessoa. O varão também chora, podem acreditar! Um homem maduro sabe ouvir sua companheira e falar de seus segredos mais íntimos, desde que ela o entenda e também seja equilibrada nos seus sentimentos. É simples na teoria, mas na prática são outros quinhentos, é verdade.

Eu inverto a lógica e faço um desafio a vocês, mulheres.

Nós homens também temos sentimentos tanto quanto as mulheres, embora não os declaramos com facilidades (mas eles existem sim). (CE)

7 comentários:

Rita disse...

Homens e mulheres estão em transformação, acho isso. Concordo que homens tenham sentimento, mas não saibam mesmo expressá-los e perdem muito com isso. E como!
Já do outro lado sinto que as mulheres, hoje em dia estão dando mais valor à quantidade de testosterona.
A pergunta será mesmo "onde estão os sentimentos?" ou "o que andamos, tanto homens e mulheres, realmente procurando?"

Gostei do blog.
Parabéns aos dois!

;*

juliana disse...

Desisti de entender os homens, quero mesmo é me entender.
Adorei o look do blog, ficou lindo.
Bjosss queridos.

Mayara Paz disse...

Rita, Juliana, obrigada pela participação.
Sentimentos são incógnitas eternas. Creio que o mundo esteja em transformação e embora não saiba onde chegaremos, acho que o caminho está melhorando. Estou errada?
Beijos e até à próxima!

ps: obrigada pela dica de tema, Rita!

Carlos Eduardo Dias disse...

Eu vou no rastro de vocês, não consigo entender, igualmente, algumas mulheres, mas continuo acreditando nesse negócio chamado amor e, por isso, penso muito no que desejo para mim, já que ficar sozinho é ruim e ficar mal acompanhado é pior ainda. Beijos!!!

Rita disse...

Talvez tentarmos entender uns aos outros faça parte dessa coisa boa que é amar e ser amado.

Concordo plenamente com tudo que você diz no comentário que fez, Carlos.

Entender o outro faz parte do entendimento de nós mesmos.
Quanta coisa dá pra se falar a respeito, não?
Gostei muito.

Parabéns.
Voltarei mais vezes.
Bjs*

Rita disse...

Junliana, não desista!

;*

luciana disse...

Eu faço coro à Juliana. Não me entendo, também não entendo os homens. E nem sei o que homens e mulheres buscam nas relações. Muito complicado.