Follow by Email

20 de junho de 2010

Pausa para o café

Segundo a mitologia grega, as almas gêmeas existiam desde os tempos em que Vênus e Eros criaram o amor e a harmonia.

Tudo começou no Olimpo ha muitos milênios atrás, quando a civilização era habitada por seres míticos, que possuiam quatro braços, quatro pernas, duas cabeças, dois troncos, sendo um feminino e outro masculino, e assim por diante, mas com apenas uma alma, rica em harmonia e amor.

Os Deuses, com inveja da "sintonia" entre almas dos míticos, ficaram enfurecidos e assim começou uma grande batalha. Utilizaram como armas uma duradoura chuva com trovões e relâmpagos. Vênus e Eros tentaram impedir esta guerra, mas não obtiveram sucesso. Os relâmpagos atingiam os seres de uma forma brutal, separando os corpos femininos dos masculinos e também suas almas ao meio.

Nesta confusão, estes corpos foram arrastados pelas águas, e assim se perderam uns dos outros, ficando sozinhos mas sobrevivendo. Foram dois dias e duas noites de fúria dos deuses, e ao término da batalha, cada ser separado iniciou a busca de sua outra metade, a sua "Alma Gêmea".

Em uma outra versão, diz a lenda que quando Deus criou o homem e a mulher, criou também uma esfera que seria a alma de cada um. Dividiu esta esfera ao meio em duas partes iguais e colocou-as uma em cada corpo. Sendo assim, temos a missão de encontrar nossas almas gêmeas e para isso, precisamos acreditar que elas existem.

Na teoria é facil encontrarmos a nossa alma gêmea, deveriamos simplesmente seguir o nosso coraçao e através da sua essência, ele mostrar-nos-ia o caminho certo para o encontro e união com a nossa alma gêmea. Além disso é uma pessoa idêntica a nós, que raciocina e tem os mesmos gostos que nós. Pergunte: Onde gostaria de estar agora??? Talves seja lá que esteja sua alma gêmea neste momento… Mas como qualquer teoria, na prática é muito mais complicado…

Por isso, vivemos sempre procurando nossa alma gêmea, nossa cara-metade… como se ela estivesse prontinha em algum lugar, apenas esperando por nós.

Nenhum comentário: